depositphotos_14127767-Small-decanter-with-olive-or

ÓLEO DE ARGAN:

O argan é um dos óleos para passar no cabelo mais famosos. Fonte de ácidos graxos essenciais e vitamina E, o Óleo de Argan ajuda a deixar os fios saudáveis e bonitos.           

Para você ter uma ideia do poder de nutrição dele, sabe-se que o Óleo de Argan oferece 80% de gorduras insaturadas e três vezes mais de vitamina E do qualquer outro óleo vegetal. Não é à toa que o “ouro líquido” é tão útil para cabelos secos e quebradiços. Esse verdadeiro tesouro que o Oriente já conhece há séculos possui ingredientes condicionantes e substâncias nutritivas que combatem a opacidade e o ressecamento dos fios, pois ajudam a reduzir a compactação da fibra capilar e devolver a proteína perdida.

Vento, sol, ar-condicionado, poluição, excesso de escova e química aceleram o envelhecimento dos fios. Com o Óleo de Argan, é possível manter o balanço e a disciplina dos cabelos, ou seja, nada de frizz e de pontas duplas. Os fios rebeldes surgem porque, naturalmente, os cabelos têm carga elétrica negativa por causa da queratina. O que acontece com os óleos vegetais como o de argan é que eles fazem uma espécie de encapamento. A consequência é que a tal carga negativa vai para as pontas, reduzindo o atrito e melhorando a saúde dos fios. E não é necessária pesquisa para comprovar a ação do Óleo de Argan nas madeixas. Basta sentir o toque agradável que ele proporciona; a maciez e maleabilidade do cabelo após o tratamento com o líquido extraído da Argania spinosa.

O argan pode ser usado da pré-lavagem à finalização. Um ritual de beleza que inclui propriedades reparadoras e emolientes. Você pode aproveitar o produto esquentando 1 colher de sobremesa dele durante cinco segundos (no micro-ondas). Depois, é só massagear mecha por mecha, esperar 1 hora e lavar o cabelo.

Outra maneira de conquistar os cabelos dos seus sonhos é adicionar cinco gotas do Óleo de Argan à sua máscara capilar predileta. Em seguida, aplique-a nos fios, previamente limpos e úmidos. Deixe a mistura agir por 15 minutos com ajuda de uma touca térmica. Retire-o e enxague bem.

Se você tem cabelos coloridos, sabe como é importante protegê-los dos danos provocados pelas tinturas. Pois o Óleo de Argan é um aliado nesse sentido, ajudando ainda a manter a cor dos fios por mais tempo. O produto é capaz também de realçar o brilho e a maciez do cabelo de quem não abre mão de uma cor marcante.

Mas não são apenas os cabelos com tinturas que merecem um tratamento para lá de especial com o argan. Mesmo sendo altamente hidratante, ele (acredite) é indicado para os fios oleosos porque é rapidamente absorvido e não deixa resíduos que favorecem o aspecto “pesado”, sem volume algum.O truque é não abusar da quantidade do Óleo de Argan puro, ou combiná-lo com shampoos ou condicionadores, para não obstruir o bulbo capilar.

 

ÓLEO DE UVA:

O Óleo de Uva é benéfico aos cabelos, favorecendo a hidratação das pontas ressecadas, prevenindo queda e fios quebradiços, e auxiliando no crescimento.

E mais: é eficaz no tratamento da caspa (dermatite seborreica), permitindo a remoção dos desagradáveis “flocos de pele” do couro cabeludo, mantendo sua hidratação.

Para conseguir esses resultados, basta misturar o óleo ao shampoo ou simplesmente massagear a região com o óleo de semente de uva puro.
Como você pode perceber, o que não falta é vantagem na utilização do óleo extraído da semente de uva. Mas fica a dica: antes de usar o produto, verifique se ele é 100% natural, ou seja, isento de componentes nocivos (parabenos).

 

ÓLEO DE JOJOBA:

Quase incolor e inodoro; de fácil manuseio e aplicação; textura fina. Assim é o Óleo de Jojoba, um produto com taxa de toxidade extremamente baixa, ou seja, com reduzidas chances de causar uma reação alérgica. Nutrientes como zinco, cobre, iodo, silício, ácidos e cromo fazem parte da composição do óleo. É fonte também de vitaminas E (antioxidante) e do complexo B. Pensa que acabou?!!! O combate à caspa é motivo extra para você aproveitar o Óleo de Jojoba e, de quebra, estimular o crescimento e a qualidade dos fios, evitando as indesejáveis pontas espigadas.

E como conseguir um cabelo lindo e saudável? Uma sugestão de uso é acrescentar 3 gotas desse óleo especial ao shampoo.

Mas se o seu cabelo é oleoso, não precisa desanimar. O Óleo de Jojoba também pode ser empregado nele, já que o produto trata o couro cabeludo.
Ou seja, promove uma limpeza profunda, removendo células mortas, desobstruindo a área e favorecendo a circulação sanguínea local.

ÓLEO DE ABACATE:

O Óleo de abacate é top em selagem de pontas duplas e controle do frizz. Puro ou misturado a cremes e máscaras, turbina a hidratação dos cabelos, em especial dos crespos, ressecados ou secos. Outro motivo para manter um verdadeiro estoque do produto no seu armário é que ele também serve para fios oleosos e para aqueles que passam frequentemente por procedimentos químicos.

Se você é fã de carteirinha de escova progressiva, definitiva, reflexo, coloração e permanente, por exemplo, pode usar o Óleo de Abacate todo dia. Bastam duas ou três gotas, e pronto! Madeixas recuperadas na medida.Além dos cuidados com os cabelos, Rico em gorduras boas e vitaminas (A, B1, B2, D e E).

ÓLEO DE RICÍNIO:

 

Ajuda no fortalecimento dos fios
Ajuda no combate a queda dos cabelos
Ajuda a combater a quebra do fios
Contém vários nutrientes como a vitamina E, minerais e vitaminas que auxiliam no crescimento mais rápido do cabelo.
Auxilia na melhor circulação no couro cabeludo
É ótimo para quem tem pele seca e combate a coceira no couro cabeludo
É bom para quem sofre com a calvície e alopécia
Se for usado direto na raiz ajuda a diminuir a caspa
É um ótimo hidratante e ajuda a recuperar os fios profundamente
Ajuda a encorpar os fios e deixar o cabelo menos ralo
Proporciona brilho ao cabelo e ainda sela as cutículas da fibra do cabelo.

ÓLEO DE OBLIPHICA

O óleo de obliphica é extraído de uma pequena fruta conhecida como seabuckthorn ela é muito rara, podendo ser encontrada apenas nas montanhas da Sibéria e do Himalaia.Ela tem diversos benefícios para os cabelos, como possibilitar que eles tenham mais vitalidade, sejam mais macios e sedosos.

No Brasil o óleo de obliphica ainda não é muito conhecido, devido a raridade da planta de onde ele é extraído. Mas algumas marcas internacionais já disponibilizam essa maravilha em nosso país, pela internet é fácil de achar lojas que o vendem online. E apesar de ser um pouco mais caro que os outros óleos disponíveis no mercado, o óleo de obliphica é cheio de princípios ativos que valem a pena pelo custo um pouco maior.

Ele possui propriedades antioxidantes, vitamina C, vitamina E, omega 3, omega 6, omega 7 e omega 9, além de muitos outros nutrientes, que o fazem ser até 30 vezes mais forte que outros óleos famosos do mercado.

Quem tem cabelos tingidos sabe da dificuldade de achar bons produtos para eles, e o óleo de obliphica é exatamente para essas pessoas que querem recuperar e deixar os cabelos com mais brilho e mais macios. Ele trata profundamente o couro cabeludo auxiliando para que os cabelos não fiquem quebradiços, o que contribui também para que eles cresçam mais rápido. Ele também é ótimo para quem fica muito exposto ao sol e por isso tem os cabelos danificados pelo calor extremo.

O óleo de obliphica atua como uma capa que vai proteger cada um dos fios, além disso ele hidrata os cabelos, e auxilia na recuperação de danos como as pontas duplas. Para que o óleo de obliphica faça efeito é necessário aplicar cinco gotas na palma da mão e espalhar da raiz até as pontas dos cabelos úmidos. Se quiser potencializar a ação do óleo de obliphica seque os cabelos e passe a prancha.

ÓLEO DE BURITI

Os benefícios do óleo de buriti se deve ao alto teor de vitaminas, minerais e outras substâncias presentes nele. Sua cor avermelhada já indica os altos teores de vitamina A (ou o betacaroteno, também presente na cenoura e em outros alimentos de cor vermelha e laranja), vitamina B1, B2 e B5, vitamina C, além de cálcio, fósforo, ferro e iodo. Outro benefício importante é a riqueza em carotenoides, uma substância com propriedades antioxidantes.

Como se trata de um óleo extremamente hidratante, o óleo de buriti é frequentemente usado na fabricação de cosméticos capilares, como shampoos, cremes, finalizantes, dentre outros. Quando for comprar um desses produtos, dê preferência para os que possuem esse óleo na sua composição. Sua coloração avermelhada traz muitas vantagens para as pessoas com cabelo tingido, já que ele ajuda a fixar a cor por mais tempo.

Se você preferir usar o óleo puro, basta aplicar nos cabelos úmidos ou secos, da mesma forma que você usa um finalizador. Ele vai fortalecer os fios, evitar a quebra e as pontas duplas, além de dar mais brilho e maciez. Porém, tome cuidado na hora de comprar, já que para que ele realmente tenha esses efeitos, o óleo de buriti precisa ser puro.

ÓLEO DE PATAÙA 

óleo extraído dessa planta é rico em proteínas e ácidos graxos, o que o torna um ótimo óleo para cuidar da saúde da pele e dos cabelos. Ele tem cerca de 4% de proteínas e muitos aminoácidos em sua composição, por isso o óleo de pataúa é comumente comparado a carne e ao leite na questão de níveis de triptofano e de lisina.

Além disso o óleo de pataúa possui uma alto teor de ácido oleico, conhecido como ômega 9, que é poderoso para hidratar os cabelos. Ele é um ótimo substituto para o azeite de oliva no tratamento e hidratação de cabelos e loção para a pele.

No caso dos cabelos, não se recomenda o uso diário desse óleo, o certo é passar a cada quinze dias. Associe o seu uso com um creme de hidratação, pois assim o óleo de pataúa irá potencializar a ação do creme. Para as pontas duplas o óleo de pataúa pode ser aplicado diretamente no cabelo, deixe agir por 20 minutos e depois enxague.

 

ÓLEO DE AVELÃ

O óleo de avelã e seus benefícios para a beleza e saúde, graças aos altos índices de vitamina E, vitamina A, e vitaminas B1, B2 e B6. Isso confere ao óleo de avelã poderes antioxidantes, fazendo dele uma ótima alternativa na hidratação da pele e dos cabelos.

A responsável pelos benefícios para os cabelos é vitamina E, que confere maciez e elasticidade, fazendo o cabelo crescer mais rápido. Além disso, ele ajuda a limpar o couro cabeludo, deixando os fios mais saudáveis.

Para fazer a umectação com óleo de avelã, basta passar nos fios limpos e secos (inclusive na raiz). Deixe agir entre três e quatro horas e em seguida enxágue bem. Se você preferir, também pode deixar o óleo no cabelo durante a noite. Depois de tirar todo o óleo no cabelo não é recomendado usar o secador muito quente, já que podem ficar resquícios nos fios. Outra dica é se certificar que o óleo de avelã que você está adquirindo é 100% puro

ÓLEO DE MACAÚBA É SUPER BAPHOOO DO MOMENTO!!!

Ele promete substituir o de argan. Criado para a mulher brasileira, o Óleo de Macaúba é indicado para dar brilho, maciez, leveza e hidratação intensa aos fios danificados. Tudo isso logo na primeira aplicação. Veja:

  • A textura do Óleo de Macaúba não deixa o cabelo pesado, com aspecto de ensebado, é mais leve que a de seus concorrentes.
  • Pode ser aplicado em fios lisos, enrolados, com química, isto é, todo tipo de cabelo.
  • Os efeitos aparecem na hora: luminosidade, maleabilidade, hidratação e um cheiro maravilhoso. O Óleo de Macaúba tem toques de lavanda, bergamota e hortelã-pimenta.
  • Você pode usar o Óleo de Macaúba nas madeixas secas ou úmidas, inclusive todos os dias se os fios não forem oleosos (neste caso, 2 vezes por semana).
  • Proporciona efeito “very good”nos cachos. Mesmo que os cabelos tenham sido lavados no dia anterior. E ajuda a reduzir bastante o volume na hora da aplicação.
  • Serve para potencializar os efeitos da sua máscara de hidratação top. Bastam umas gotinhas do líquido nela.
  • Protege os cabelos da ação do secador ou chapinha, pois é termoativado. Sem falar que ainda facilita a escovação.
  • Previne o desbotamento da coloração e ainda protege os fios dos danos causados por ela. É que o Óleo de Macaúba possui antioxidantes em sua composição. Vale a pena adicionar umas gotas do produto ao preparar a tintura!
  • É indicado para amenizar danos químicos provocados pela progressiva ou alisamento.
  • Funciona como anti age em longo prazo, ou seja, auxilia na manutenção da saúde e beleza do cabelo por mais tempo. Para garantir o efeito antienvelhecimento, é só usar o óleo com certa frequência.
  • Valorize o produto nacional e os seus cabelos!

ÓLEO DE ORJON O QUE É E PARA QUE SERVE?!!!

São muitos os benefícios do Óleo de Ojon nas madeixas. Aliás, a principal aplicação do óleo é o tratamento e embelezamento dos fios.

Graças à sua formulação rica em aminoácidos, antioxidantes naturais e lipídeos, o produto contém todos os elementos necessários para manter os cabelos saudáveis.

A própria composição do óleo é similar à dos lipídeos presentes no cabelo. Portanto, o ojon pode reestruturar os fios e os lipídeos perdidos. Com isso, é possível devolver força e resistência aos cabelos, que passam a romper menos.

E ainda: o Óleo de Ojon também auxilia o bulbo na reconstrução da fibra capilar.

Outro diferencial é que, por ser parecido com os compostos naturais dos nossos cabelos, o Óleo de Ojon é recomendado para quem tem maior sensibilidade no couro cabeludo.

  • Recuperação das células capilares
  • Brilho intenso
  • Força
  • Proteção contra agressões diárias (vento, poluição, sol etc.)
  • Age como protetor térmico (use nos fios molhados antes de usar secador ou chapinha)
  • Possui ação antifrizz
  • Ajuda a reduzir volume
  • Protege os fios dos tratamentos químicos (por isso evite aplicá-lo antes de um alisamento ou tintura, para não atrapalhar os procedimentos)
  • Nutre os cabelos sensíveis danificados após processos químicos
  • Não necessita ser aplicado em conjunto com outros óleos ou cremes hidratantes; é autossuficiente

Ao sentir que o cabelo está ressecado, aplique algumas gotas de Óleo de Ojon nele, evitando a raiz.

Óleo de abacate: selagem de pontas duplas e controle do frizz

Outro que não pode faltar no seu banheiro é o óleo de abacate. Puro ou adicionado a cremes e máscaras, potencializa a hidratação.

A sugestão para aproveitar da melhor forma possível tanto este quanto os demais óleos essenciais é respeitar a quantidade do produto em relação ao tipo de cabelo que será tratado. Cabelos crespos, ressecados ou secos, por exemplo, podem receber o produto diariamente. Já nos fios oleosos, o recomendado é usar o óleo uma ou, no máximo, duas vezes por semana. No entanto, se você faz procedimentos químicos (escova progressiva, definitiva, permanente, reflexo e coloração, entre outros) com frequência, também tem carta branca para aplicar o óleo a cada 24 horas.Só não pode exagerar na dose! Duas a três gotas uma vez por dia é suficiente, combinado? Passar dessa medida, aumenta as chances de deixar os cabelos com aspecto pesado, oleoso demais.

E o que dizer de aplicar um óleo como o de abacate antes do secador ou da chapinha?!!! Sim a aplicação é indicada sempre que for utilizar calor nos fios.

 

Anúncios